O magnetismo: do simples ímã de geladeira às forças cósmicas

Publicado por Adrien - Sábado 15 Junho 2024 - Outras Línguas: FR, EN, DE, ES
Fonte: Oxford University Press
As forças fundamentais, como a gravidade, o eletromagnetismo e as forças nucleares, formam a estrutura do nosso Universo. O magnetismo, uma manifestação do eletromagnetismo, desempenha um papel crucial entre elas. Mas como essa força foi formada e como ainda influencia o nosso mundo?


Imagem: Argonne National Laboratory / Flickr / CC 2.0

Muito antes da formação da Terra, o magnetismo já existia em escala cósmica. Os campos magnéticos se formaram nas estrelas e nas nebulosas, influenciando o nascimento dos sistemas planetários. Durante a formação do sistema solar, o jovem Sol, com seus campos magnéticos poderosos, desempenhou um papel central na organização dos planetas e de outros corpos celestes.

No que diz respeito ao nosso planeta, o magnetismo influenciou sua formação e estrutura interna. Há cerca de cinco bilhões de anos, a Terra era um plasma quente de correntes elétricas turbulentas. Esses fluxos criaram campos magnéticos poderosos, conservados posteriormente em minerais ricos em ferro, como a magnetita, durante o resfriamento da crosta terrestre.

A descoberta do magnetismo remonta a vários milhares de anos. Lendas relatam como um pastor grego teria descoberto a magnetita quando seus sapatos com cravos de ferro foram atraídos por essa rocha. Esses relatos, embora anedóticos, ilustram a fascinação que o magnetismo sempre suscitou. Com o tempo, o conhecimento foi se aprofundando, e os cientistas começaram a entender os mecanismos subjacentes a essa força.

Hoje, o magnetismo está onipresente em nossa vida cotidiana e científica. Desde os ímãs em nossos refrigeradores até os poderosos eletroímãs usados na medicina, suas aplicações são vastas e variadas. As demonstrações populares, como a de limalhas de ferro alinhadas por um ímã, ilustram visualmente a presença e a força dos campos magnéticos.


Imagem Wikimedia

O magnetismo da Terra, com seus polos norte e sul, se estende bem além de nosso planeta, desempenhando um papel crucial na proteção contra as radiações solares e na navegação das aves migratórias. Massas de rochas magnéticas, como as da ilha de Elba ou do monte Ida, conservam a marca dessa força poderosa.
Página gerada em 0.129 segundo(s) - hospedado por Contabo
Sobre - Aviso Legal - Contato
Versão francesa | Versão inglesa | Versão alemã | Versão espanhola