Descoberta "por acaso" de vidro auto-cicatrizante (vídeo)

Publicado por Adrien - Há 24 dias - Outras Línguas: FR, EN, DE, ES
Fonte: Nature
A ciência muitas vezes depara-se com descobertas inesperadas que abrem novas perspectivas. Foi exatamente o que aconteceu com uma equipe de cientistas israelenses e americanos que, ao explorar as propriedades de certos peptídeos, desenvolveram uma nova forma de vidro auto-montante e auto-cicatrizante. Uma inovação que pode revolucionar diversos setores industriais.


Ao estudar peptídeos curtos, esses pesquisadores descobriram que a adição de água a um dipeptídeo composto por dois resíduos de fenilalanina levava à formação de um vidro supramolecular amorfo. Essa descoberta foi parcialmente acidental, enquanto procuravam usar peptídeos como substitutos para componentes tradicionais de macromoléculas complexas.

Tradicionalmente, a auto-montagem dos peptídeos leva a estruturas cristalinas, não transparentes. No entanto, desta vez, o processo ocorreu à temperatura ambiente, permitindo que a água evaporasse e formasse um vidro transparente. Este vidro único possui propriedades notáveis: além de ser auto-montante, é também auto-cicatrizante e adesivo, mantendo uma rigidez e transparência extremas.

Os pesquisadores também constataram que este novo tipo de vidro era tão sólido quanto o vidro tradicional. Assim, ele poderia ser utilizado na fabricação de janelas e revestimentos hidrofílicos. Além disso, suas propriedades permitem seu uso em aplicações que requerem alta precisão, como lentes ópticas para diversas utilizações de ampliação.


As implicações dessa descoberta são vastas. A produção desse vidro requer muito pouca energia em comparação com os vidros convencionais, abrindo caminho para aplicações industriais ecológicas e econômicas. Os pesquisadores esperam que testes adicionais revelem ainda mais utilizações potenciais para este material inovador.

Finalmente, as perspectivas futuras para esse vidro são promissoras, especialmente em áreas que vão desde a óptica até a fabricação de superfícies adesivas e resistentes. Esta descoberta, detalhada na Nature, pode marcar o início de uma nova era para os materiais transparentes.
Página gerada em 0.071 segundo(s) - hospedado por Contabo
Sobre - Aviso Legal - Contato
Versão francesa | Versão inglesa | Versão alemã | Versão espanhola