A alimentação do pai impacta a saúde da criança antes da concepção

Publicado por Cédric - Há 26 dias - Outras Línguas: FR, EN, DE, ES
Autor do artigo: Cédric Depond
Fonte: Nature
Um estudo recente conduzido pelo Helmholtz Munich e o Centro Alemão de Pesquisa em Diabetes revela que a alimentação dos futuros pais pode ter um impacto significativo na saúde de seus filhos, mesmo antes da concepção. Esta descoberta pode abrir caminho para novas medidas de prevenção em saúde para os homens que desejam se tornar pais.


A equipe de pesquisa liderada pelo Dr. Raffaele Teperino, responsável pelo grupo de pesquisa "Epigenética Ambiental" no Helmholtz Munich, examinou a influência da alimentação e obesidade paternas na saúde das crianças. A atenção foi dada a moléculas específicas de RNA presentes nos espermatozoides, chamados fragmentos de RNA mitocondrial (mt-tsRNAs). Estes RNAs desempenham um papel crucial na regulação da expressão gênica e na transmissão de características de saúde.

Para este estudo, os pesquisadores utilizaram dados de mais de 3000 famílias do estudo LIFE-Child da Universidade de Leipzig. As análises mostraram que o peso do pai influencia o peso dos filhos e sua susceptibilidade ao desenvolvimento de doenças metabólicas. Este impacto existe independentemente de outros fatores como o peso da mãe, a genética parental ou as condições ambientais.

Para verificar seus resultados, a equipe realizou experimentos com camundongos alimentados com uma dieta rica em gorduras. Esta alimentação afetou os órgãos reprodutivos dos animais, incluindo o epidídimo, onde os espermatozoides amadurecem. "Nosso estudo mostra que os espermatozoides expostos a uma dieta rica em gorduras no epidídimo dos camundongos levam a uma prole com tendência aumentada a doenças metabólicas", explica Raffaele Teperino.

Para aprofundar esses resultados, os pesquisadores realizaram estudos adicionais em laboratório utilizando a fertilização in vitro. Usando espermatozoides de camundongos que seguiram uma dieta rica em gorduras, encontraram mt-tsRNAs nos embriões iniciais, influenciando significativamente a expressão gênica. Isso tem repercussões no desenvolvimento e na saúde dos descendentes. "É a primeira vez que observamos uma conexão molecular transgeracional dessa natureza", afirma Raffaele Teperino.

Os resultados deste estudo reforçam a hipótese de que características adquiridas, como diabetes ou obesidade, podem ser transmitidas por mecanismos epigenéticos através de várias gerações. A epigenética serve como um elo molecular entre o ambiente e o genoma, não apenas pela linhagem materna, mas também, como mostrado por esta pesquisa, pela linhagem paterna. O Professor Martin Hrabě de Angelis, coautor do estudo e diretor de pesquisa no Helmholtz Munich, explica que essas descobertas destacam a importância da saúde paterna antes da concepção.
Página gerada em 0.117 segundo(s) - hospedado por Contabo
Sobre - Aviso Legal - Contato
Versão francesa | Versão inglesa | Versão alemã | Versão espanhola